terça-feira, 8 de maio de 2018

Cartolinas e lantejoulas


E o calendário já virou 4 vezes só nesse ano.....

Assinalo na segunda semana do quinto mês

Dá uma certa tontura

Vejo postagens das mães...das festinhas na escola...da cartolina com purpurina e lantejoula dizendo: Mãe Eu te Amo e aquelas letrinhas tortas tão lindas

Que saudade de receber os cartõezinhos coloridos

Assistir as apresentações repletas de flashes das máquinas de fotografia...em meio as lágrimas e sorrisos soltos...

Aquelas carinhas muitas vezes envergonhadas por estarem num palco

Muitas vezes emburradas

E tantas outras vezes sorridentes

Um brilho no olhar

E numa ventania desgrenhada o calendário girou tão rápido

Voaram dias, semanas, meses e anos....

Não tem o que faça voltar, não tem

E eu queria tanto poder me ajoelhar de novo pra abraçar o então pequeno grande menino que me estendia os braços pra entregar a flor

Me beijava apertado e falava sobre coisas de criança

E sentava no meu colo quando sentia medo

Ou pulava do meu colo pra correr sem medo

Que me acordava na madrugada ao lado da minha cama, segurando o travesseiro e pedindo um cantinho porque tava de novo com aquele medo

E me olhava com curiosidade quando eu contava histórias pra dormir....pra comer....pra sorrir

Que me cutucava quando eu adormecia no meio do desenho...

Olho de novo pro calendário

Segunda semana do quinto mês de um ano que já se faz distante desses sonhos no meio dos desenhos, mas que ainda despertam em mim o maior amor do mundo, amor de mãe.



sexta-feira, 13 de abril de 2018

A calma na alma


Um conselho pra manter a juventude???

Bem, eu diria: use protetor solar, sempre e muito, em qualquer idade, mas comece cedo

Use cremes anti-sinais, também, desde cedo para sua idade, e nunca mais pare de usar.
Passe com movimentos leves e circulares, passe no pescoço....essa pele enruga fácil e rápido, pois é bem fininha, delicada.

Ah...e use também....hum...péra, tenho conselhos melhores pra você, não que esses não sejam bons e importantes, mas....tem coisas que talvez façam mais diferença se você começar a pensar mais nova.

Tem exercícios mentais que valem mais do que as horas que você passa na academia....

Talvez se você puder usar esse tempo pra brincar com seu filho, ou conversar com seus amigos e até mesmo jantar com sua mãe.

Outro exercício primordial que vai fazer toda diferença na sua caminhada, é o amor próprio.

AME-SE de paixão e lembre-se de que: quem ama, educa...então nunca deixe de estudar, como também nunca deixar de aprender sobre a vida, sobre você mesma, sobre o que você quer ou não, sobre o que você permite ou não.

O amor próprio traz benefícios ...mas cuidado, um desequilíbrio e você pende pro egoísmo, orgulho, vaidade....
Atente-se sempre para que o amor próprio seja seu bálsamo e fortaleza para enfrentar o mundo, mas que nunca seja maior que sua humildade...além do mais, você precisa também AMAR AO PRÓXIMO para que sua vida tenha a plenitude de ser o que Ele provavelmente gostaria que você fosse...HUMANO!

Não troque horas de sono por programas de TV, a não ser que você aceite que no dia seguinte quem precisará levantar cedo é você e não o personagem que você tanto admira.

Tenha seus sonhos sem esquecer sua realidade e batalhe para que um dia você realize esses sonhos.

Tome banhos de chuva, coma brigadeiro, coma manga sentada no chão...isso é libertador

Salte de paraquedas......você vai ter sensações jamais imagináveis

Respire

Não perca a visão com a rotina....aguce seus olhos para que enxerguem sempre o bonito ao seu redor, a flor da praça pode não estar ali amanhã, flores morrem com o tempo...não morra junto em vida...deixa a morte chegar na hora dela...porque ela virá inevitavelmente, mas não precisa ser enquanto você respira...faça seu coração pular de emoção ouvindo uma musica, dançando, comendo....rezando....

Tenha fé...tudo realmente passa, inclusive as coisas boas....

E guarde tudo, absolutamente tudo em caixas separadas, as coisas boas e as ruins, para poder usar na hora certa....o que for bom pra sorrir novamente e o que for ruim para não repetir novamente

Seja um bom aluno...a vida costuma bater forte...ouça mais seus pais, eles não falam apenas por serem chatos, nem sempre, mas por saberem, assim como eu sei agora, do que a vida pode fazer quando você não aprende por amor.

Enfim, não gaste com coisas para apenas tê-las...use-as....e não use as pessoas para conseguir algo....Se é pra usar alguém, que seja você mesmo.

Não exagere com roupas, elas vão fazer volume desnecessário daqui um tempo, desapegue...

Quer dizer....são apenas conselhos e se conselho fosse bom....

Mas, olha...a parte do creme no pescoço é essencial, vai por mim.



Espero que a imagem faça sentido


terça-feira, 20 de março de 2018

A arte da vida

O que tira o sono é a tristeza de ver pessoas deixando sua vida em branco...mesmo tendo pincéis, giz de cera, guache...uma paleta de cores infinitas pra pintar o que quiserem, da cor que quiserem....pra borrar, mas os borrões são os melhores professores, ensinam a melhorar o traço, firmar as linhas ...

Vejo descartarem cavaletes, crayons, cansons...mas não de maneira criativa, mas sim por pura falta de não saber o que fazer com eles....mas olha, eles não precisam ser usados com perfeição, eles só precisam SER USADOS!

Nem se preocupe em sujar a roupa, a gente lava depois.... Não se importe em derramar nos sapatos restinhos de tintas, se preferir fique descalço...um banho depois resolve a sujeira entre as unhas...

Se vc não tiver um lápis e esfuminho, use carvão, use até mesmo o tijolo pra dar um tom quente...misture as cores, brinque com as ferramentas, não as deixe de lado...vc vai se arrepender....eu sei.

E vai se arrepender não só por ter perdido os tons....vai se arrepender por ter perdido o tempo...você poderá recuperar as cores um dia, mas jamais o tempo que passou...mesmo que vc viva 100 anos, o hoje é um tempo perdido, vc vai olhar pra um passado sem presentes...e muitas coisas desbotam.

Seja seu Pablo Picasso, seu Da Vinci...Monet, Matisse...seja todos juntos...construa sua obra, assine sua tela.

E lembra sempre que vc é muito amado por alguém....

Estude, trabalhe pra viver um futuro independente, aceite as consequências e aja de maneira que elas sejam menores a cada dia..

.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Quebra Cabeças


Muitas vezes me pego pensando no quanto eu queria ter tido, aos 20, a maturidade 

emocional que tenho aos 43


Seria errado desejar que o tempo voltasse pr’aquele corpo, mas com essa cabeça?


Eu costumo não me arrepender do que foi a vida, mas seria essa uma desculpa 

esfarrapada pra não dizer: tu foi uma besta várias vezes


Eu teria ouvido mais minha mãe.....isso parece letra de música do Titãs


Eu teria ouvido mais a mim mesma, todos os meus instintos selvagens teriam sido mais 

eficientes se eu tivesse conseguido ouvir mais a razão do que a emoção


Se eu tivesse colocado mais pingos nos IS e mais pontos finais e situações que não fariam

bem


Mas, e se eu tivesse mesmo pontuado e acentuado tudo?? Eu ainda seria eu?


Porque assim, eu posso até ter ataques de desejos para o  túnel do tempo, mas eu gosto 

de quem eu sou (até da parte de não ter boa memória para os filmes), então....será que eu 

seria hoje eu se tivesse sido mais eu lá atrás?


O fato é que não sei, não sei e ninguém sabe.

A verdade é única e não nos pertence, pertence ao Deus em quem acredito que tenha 

depositado em mim umas gotinhas de esperança de que eu seja melhor a cada dia e por 

isso.


Ele me deixa ser quem eu sou no momento que tenho que ser, pra aprender, pra ensinar, 

pra errar e consertar...


Pra não ter medo de olhar pra trás, mas que mesmo que tenha um tiquinho de “eu 

deveria”eu possa ainda ter mais fé no que é o hoje.


Me sinto meio que um quebra cabeças daqueles de paisagens onde tudo parece igual e 

você tem dificuldades de achar qual peça vai onde, mas que sim, elas encaixam...


Encaixam e formam uma imagem linda....perfeita por que não dizer, porque a perfeição 

vem em partes e cada pecinha é perfeita para outra pecinha se juntar....então, no final das 

contas, o quadro todo se torna perfeito....aos olhos de Deus.


P.S. Na postagem anterior eu disse que ninguém é perfeito e ratifico, ninguém é mesmo, mas no sentido de acertar tudo, comportamento e atitude, e esse aqui eu falo da perfeição da nossa essência, das nossas peças perfeitas....

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Perfeita Imperfeição


A gente passa a vida procurando a perfeição


Procurando ser perfeito e encontrar pessoas perfeitas para estabelecermos relações


Sejam de amizade, de matrimonio, seja profissional ou comercial, seja social


Saímos em busca desenfreada para achar o sorriso que combine com os olhos, que 

combine com o comportamento, que combine com a honestidade.....


A perfeição até existe....em fragmentos....em construção...em reconstruções...no meio do 

caos de uma obra que somos nós.


Ela nunca virá pronta, exata, racional e total


Ela vem em momentos, em fases...


Ela pode vir nos olhos que combinam com o sorriso...mas vem acompanhada da timidez, 

talvez...ou da falta de ternura...ou excesso de ciúmes....ou na deselegância de um gesto.


Ela pode vir com uma postura linda de ser, mas talvez não tenha o  corpo perfeito....


Ou ela vem em pedaços de olhos tristes, um coração nem sempre feliz, na confusão de

sentimentos


Talvez venha desprovida de uma inteligência rara...mas completa nas emoções


Muitas pessoas se acostumam a conviver com a aparente perfeição – ou quem sabe com 

um em um milhão que seja perfeito - e quando se depara com as construções diárias de 

um ser humano, se assusta, se estranha, se perde, se desespera porque não há fórmula 

de convivência


Perfeição é uma utopia


Ninguém é perfeito fora dos sonhos


Graças a Deus!

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Eco do minotauro

....não há nada que se compare com a dor de ver a depressão consumir a alma...eu olhar nos seus olhos e ver você dentro de um abismo.....e um abismo que sequer eu posso pular junto porque é tão seu, é tão intimo é tão pessoal que não tenho entrada e se não tenho entrada...como achar a saída???

Eu procuro todo santo dia uma ideia, uma brecha pra te tirar de lá....as vezes acho que consigo, vejo que você já sorri, que você se distrai e solta aquela risada boba de criança pequena fazendo arte....e no instante seguinte é como uma cortina que recai sobre seus olhos....eles escurecem e o sorriso empalidece...será que só eu vejo isso? 
Será que isso é coisa que você me faz pensar?

Não....se tem uma pessoa que eu conheço, é você...posso até nem me conhecer direito, mas você eu conheço e reconheço onde e aonde quer que eu vá ou esteja...tem coisas que não se provam, se sentem....depressão é uma delas.

Depressão se manifesta de diversas formas nas pessoas.....

Depressivo não é aquele que fica acabrunhado num canto da sala sem falar com as pessoas

Depressivo não é o cara chorão, cheio de lamúrias e dores nas juntas....

Depressivos sentem dores na alma....na gritaria do silêncio de suas mentes....

“é um inferno aqui dentro”

E as lágrimas correm no seu rosto de uma maneira que me rasga o coração....de uma maneira que se eu pudesse arrancar a sua dor com as mãos, eu arrancaria .....

Você é o ser humano que eu mais amo e eu sei o quanto você sofre por não saber achar a saída por mais que a gente te dê mapas....é o seu labirinto interior que te perde, te confunde entre os espelhos e o eco do minotauro provocando o medo em você......o medo de não se curar, o medo de machucar os outros...o medo de sucumbir, mesmo com vontades e sonhos...medo da realidade que perturba dia e noite o teu ser.


Não há saída sem dor.....quebre os vidros, estou aqui pra curar tuas feridas.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Ventos do litoral

Ela só queria um romance...nem precisava ser um conto de fadas, 

afinal...príncipes em cavalos brancos não existem...mas aquela gentileza, 

aquele sorriso ao ver sua princesa...humm....por que não?


E ela fazia de tudo pra conseguir um olhar em sua direção, um pouco de 

atenção pra provar o quanto ela era interessante, inteligente, divertida e 

desprendida de clichês...”tudo bem, eu nem tava tão afim assim..”


E com esse jeito displicente ela ansiava ser descoberta, ter a concha aberta e 

poder brilhar como a pérola mais rara...ser o tesouro de alguém, ter a chance 

de demonstrar que toda sua modernidade era apenas uma peneira para tapar o

sol do interior...daquela cidade que todo mundo critica, mas adora passar os 

verões, que não admitem, mas amam o som dos pássaros...


E nessa vontade louca de ser amada e principalmente sentir o amor, ela fez 

loucuras e justificou como sendo tentativas....

Em nenhum momento ela parou para tentar descobrir que o mais importante 

dos encontros era o encontro consigo mesma.....esqueceu de procurar as 

pérolas dentro do seu coração e desfrutar do brilho e raridade que nele habitam.


O mais difícil e encantador olhar...seus olhos no espelho...


O amor que tanto anseia, perdido no amor que ela mais precisa...o amor 

próprio.


E com tantos nãos, deu de ombros aos murmúrios dos sins...


Seguiu deixando os olhos molharem, dizendo que era o vento forte... 

Sabia que devia ir pro norte,  mas insistia em ir pro sul.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

DEPRESSÃO – o grito silencioso do seu eu.


Sorrateira, muitas vezes confundida com frescura...

O pior erro é o julgamento....”como pode ter depressão, tanta coisa pior no mundo?” “como pode ser depressivo tendo de tudo na vida?”

Depressão não tem a ver com o que se tem por fora, mas sim com o que não se tem por dentro.

A pior sensação, pra quem está de fora, é não saber o que vai encontrar ao abrir a porta do quarto daquele que tem depressão. A sensação de impotência diante de uma maçaneta.

O mundo dentro de uma ostra,  um mundo isolado e sombrio...a gente reza, conversa, trata, mas está incutido na alma dessas pessoas a propensão a voltar a se fechar.
É um trabalho de formiguinha, de amor e paciência.

Não, jamais aceitar reações que colidem com a boa convivência, jamais...apenas saber enxergar atrás de palavras e gestos, a solidão e o desespero instalados naquele ser.

Sim, eu tive depressão e lembro como se fosse ontem, a solidão de ouvir que eu estava fingindo, faltava-me um tanque de roupas pra lavar, que eu era chata e não devia ser ingrata por ter saúde, conforto...quando a solidão ela vem em meio a multidões.
É como estar sepultado em cova rasa, ainda respirando, mas sem forças pra abrir o caixão.

E vem um e vem outros pra chacoalhar você, mas nada tira o torpor da alma. As vezes você reage, penteia o cabelo, escova os dentes, passa um batom.....

Em outros dias, nem o pijama você descola da alma, a cama te engole, você ocupa a mente com um vazio...faz eco lá dentro ao mesmo tempo em que sua mente parece uma feira livre.


A depressão é um distúrbio afetivo. No sentido patológico, entre os sintomas, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.
A depressão é na realidade uma ampla família de doenças, por isso denominada Síndrome. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.
Ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. Uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida.
Sintomas
• Humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia
• Desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas
• Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis
• Desinteresse, falta de motivação e apatia
• Falta de vontade e indecisão
• Sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio
• Pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa autoestima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte.
• A pessoa pode desejar morrer, planejar uma forma de morrer ou tentar suicídio
• Interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom "cinzento" para si, os outros e o seu mundo
• Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento
• Perda ou aumento do apetite e do peso
• Insônia (dificuldade de conciliar o sono, múltiplos despertares ou sensação de sono muito superficial), despertar matinal precoce (geralmente duas horas antes do horário habitual) ou, menos frequentemente, aumento do sono (dorme demais e mesmo assim fica com sono a maior parte do tempo)
• Dores e outros sintomas físicos não justificados por problemas médicos, como dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, constipação, flatulência, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outros.”

O cavalete

Abri a página e não soube o que escrever

Fiquei olhando a tela....imaginando tanta coisa...mas os dedos travaram, a inspiração expirou, só aquela dor no estômago com um turbilhão de emoções lá dentro fazendo algazarra.

Tem dias que são mais fáceis....outros de uma dificuldade de tirar o fôlego e fazer pensar "que porra toda é essa?"

É difícil explicar o que se passa aqui dentro, vou plagiar e dizer: "é um inferno aqui dentro"

Tem tintas espalhadas pela casa toda...fazendo borrões e até misturas bonitas e únicas...os pincéis nem sempre ficam nos copos e o cavalete com a tela as vezes tomba. 

Dá vontade de chutar pra longe e mandar toda aquela arte pro porão....

Mas no porão ainda é a mesma casa...só mudou o cômodo e uma hora vou ter que arrumar tudo...até o porão....

Deixo ali no canto da sala. 

Passo todo dia pelo mesmo lugar. 

Olho e nem sempre consigo vislumbrar arte de verdade, apenas borrão....até que num dia qualquer (normalmente depois de noites mais calmas e em oração) assumo de novo o pincel e vou pincelando....

Ora com técnica, ora com emoção, confesso que muito mais com a emoção, e finalizo aquela pintura e estou pronta pra próxima.

Novas cores, nova tela, mas....presta atenção....O cavalete ainda é o mesmo, os pincéis eu lavo e renovo, mas o cavalete é sempre o mesmo....é o que sustenta toda obra, é o que me faz querer colocar mais e mais telas pra pintar, borrar...seja ló que for acontecer, mas o cavalete ainda estará lá...me inspirando, me instigando, me mantendo com vontade de pintar de novo.





quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Café da manhã

A fé é um troço louco, né?

A gente se irrita, desespera, enlouquece e acha que agora não tem mais jeito....mas dai 

vem um não sei o que lá de dentro e diz: tem jeito, calma!

E a partir daí é uma briga interna, louca, porque a gente fica parecendo esquizofrênico, 

ouvindo vozes...umas dizendo : manda pra pqp porque não tem mais o que fazer, vai dar 

merda...e a outra voz diz: respira menina...vai dar tudo certo

Em quem a gente acredita?

Pra quem a gente dá o café da manhã? Para as vozes suaves, repletas de bondade e 

esperança?

Ou para as vozes que vociferam raiva?

O café muitas vezes vai em direção ao ódio, à vontade de dizer poucas e boas, mas com 

um sopro vindo de não sei onde, ele esfria na metade do caminho, e café frio não dá pra 

tomar.

Melhor preparar um chá e ir pra outra direção, e num instinto de sobrevivência psíquica, a 

gente se agarra ao sopro que suavemente foi esfriando o café....

É a fé que sutilmente nos alcança a alma, na porta da destruição emocional iminente.

A gente respira, aceita o chá e embebeda o coração dessa fé que reestrutura nosso ser e 

nos permite enxergar novas possibilidades, novos caminhos.

Fé é um troço louco mesmo, né?

A gente não enxerga, mas sente.

A gente não come, mas se alimenta dessa energia revigorante.

A gente não bebe, mas hidrata nossa vida e faz florescer as mais belas flores.


Fé....